PM > A estética e a música…

24 04 2008

Desde muito antes, a combinação da aparência dos cantores e bandas com a música propagada por eles se consolida. É verdade que muitos deles se utilizam mais dessa imagem para poder ganhar espaço na mídia do que propriamente através de sua musicalidade.

Dos figurinos mais simples aos mais sofisticados, a moda e a atitude sempre influenciaram na persuasão, na chegada da música aos ouvidos dos fãs. Um exemplo clássico do excesso de modelitos e um decréscimo de musicalidade são as chamadas “boy bands”; as meninas ficavam malucas com os carinhas bem vestidos, com o cabelo cortado de um jeito diferente; tempos de Backstreet boys e N Sync.

Falando em cabelo, percebi outro dia uma comunhão entre as bandas inglesas; os Beatles lançaram a moda do cabelo lisinho, cortado bem certinho; com o tempo os cabelos modificaram um pouco as suas formas, mas o “molde” é o mesmo; é só analisar Oasis, Artic Monkeys, Strokes e The Jam.

Um dos grandes símbolos desta combinação moda/música é Michael Jackson; todas aquelas calças apertadas, as jaquetas de couro misturado á uma voz legal e as músicas dançantes resultou no maior vendedor de discos da história.

O punk, além de ter trazido muito para o novo modo de fazer rock, influenciou também toda a moda daquela geração, muito preto e os cabelos duros e espetados de gel. A atitude também era algo que ressaltava, que o diga Joe Strummer do The Clash além de Sex Pistols e Ramones nos EUA.

Outro movimento, só que dessa vez precoce em relação ao acontecimento musical foi o movimento Rastafari. O reggae ajudou muito a disseminar toda aquela onda dos Dreads e a própria filosofia dos Rastas.

Um exemplo craxo do excesso de moda e decréscimo de musicalidade são as bandas apontadas erradamente por uma parte da mídia, como a nova geração do rock brasileiro; eu prefiro não citar nomes de bandas mas eles abusam dos cabelos lisinhos com camisas apertadinhas e deixam de lado um bom vocal, com letras legais e riffs memoráveis.

Vamos abrir os olhos, pessoal, existem os bons e os que querem parecer bons.

Felipe Silvany

Anúncios

Acções

Information

8 responses

24 04 2008
manu

eu soh faria uma ressalva…
gosto é subjetivo.
as vezes o que parece bom para A, não parece bom para B.

😉

25 04 2008
Felipe Silvany

Concordo…
Gosto não se discute, agora querer conquistar ouvintes mais pela estética do que pela música é algo presente e que deve ser observado…

25 04 2008
Samy

Acho que muitas vezes outros aspectos acabam dando certo para que a pessoa se consolide numa carreira.. o carisma e a beleza influênciam com certeza na carreira por que a maioria das pessoas tem a tendência de atrelar o cantor (profissional) à pessoa (beleza, jeito etc)… e o nosso mundo infelizmente é baseado na aparência.. mas tenha certeza de uma coisa, beleza não é tudo.. ser bonito pode ajudar muito como ajudou aos backstreet boys, mas não é sempre que dá certo… as vezes o “Q” a mais da beleza, por exemplo, dá certo, o conjunto todo acaba agradando apesar do lado musical não ser tão bom… mas o que muitas vezes acontece é que artistas não tão dotados estéticamente acabam perdendo o lugar por isso… mas é como a Manu falou: é muito subjetivo..
Com certeza é nitido que tem muita gente aí fora que anda se valendo muito mais do rostinho bonito do que do talento.. isso pode dar certo? sim! Mas o que não sei é se é válido, correto… há quem diga que se houver ao menos uma pessoa que curta o trabalho de alguém independente de como seja essa trabalho ele é válido… eu pessoalmente não tenho certeza.. e como diria Paty : Não concordo, nem discordo, muito pelo contrário!

26 04 2008
regina

posso dizer sem medo de errar, resta saber se vc vai saber sobre quem estou dizendo: bowie, secos e molhados, o kiss e principalmente o genesis e, até, elton john já sabiam que, para entreter e encantar, para além da arte musical, habilidade cênica e figurino eram necessários. 40 anos depois algumas bandas que não chegaram aos seus ouvidos, como salamandroids entenderam o que significa figurino e arte cênica na música.
sugiro que procure por eles no myspace, já que vc gosta de escrever sobre música, mormente sobre rock. pois, o que vc mencionou … sei não!!! … gosto por demais duvidoso.

28 04 2008
Felipe Silvany

Rapaz, o pessoal ta me bombmalhando em peso aqui kkkkk

Todos que estão lendo esse texto aqui no blog, PRESTEM ATENÇÃO!!!
Jamais quis criticar alguns ícones da música que se utilizaram TAMBÈM do seu figurino e do seu modo de ser para fazer sucesso. Eu quis criticar, e deixei isso claro, algumas bandas e cantores que SÓ, eu disse SÓ, se utilizaram da estética para atrair fãs, Há de se convir que Backstreet boys, NSync, e essas novas aí como NxZero e não sei o que mais, só se utlizam disso para poder conquistar alguns fãs, eu acho o som deles fraco, aliás, eu e muita gente, vamos concordar…

David Bowie,que muitos diziam não ser desse planeta, foi gênio demais, todas aquelas roupas muito chamatívas, ele fez história na música, esse é um bom exemplo da parceria estetica/música.

Kiss, “Rock´roll all night”, fantástico demais, o show deles deveria ser muito massa, outra combinação que deu certo; Secos e molhados também, apesar do pouco tempo de atividade, senão me engano cerca de 2 ou 3 anos, expressou toda uma arte, através das pinturas corporais e da própria dança..

Salamandroids, realmente, me desculpe, nunca chegou aos meus ouvidos, ficaria muito grato se vc pudesse me falar um pouco sobre eles ou ao menos citar algum tipo de literatura , o mesmo vale para os que citei acima pois como vc mesmo viu, sei somente o básico…

Eu mencionei, Beatles,Oasis, The Clash e outros, gosto duvidoso? Tem gente que não gosta né? È a vida!

NÃO ME INTERPRETEM MAL!!!

28 04 2008
Felipe Silvany

Esqueci de citar o Genesis, não acompanhei de perto o som deles, realmente peguei mais a parte de Phill Collins, sou muito fã dele, baterista de primeira, além de ser muito respeitado em todo o cenário da música, tendo varias regravações de suas músicas…
vLW!

28 04 2008
regina

legal vc ter respondido. virei outras vezes. ainda relacionado com o coment anterior, lembrei de leon russel e doctor john … conhece (neste teclado do trabalho, não tem ponto de interrogação … rs …)

29 04 2008
Felipe Silvany

Conheço pouco sobre o Leon, a figura dele é bem discreta né? kkkkk aquela barba gigante branca, toca tudo, canta e escreve musicas, é completo…

De Dr. John conheço algumas músicas, blues, pouco de rock, legal tb!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: