E > Já falei que não sei aonde enfiei meu coração?…

8 05 2008

Já falei que não sei aonde enfiei meu coração? Uma coisa que sempre gostei foi “estar apaixonada” desde muito cedo eu sempre tive minhas paixonites, nada sério… confesso que sempre gostei mais do estado apaixonada, do que do garoto que eu dizia estar apaixonada… Sabe, aquela coisa de ficar suspirando e saber tudo a respeito do garoto e sofrer por ele não te dar bola… sempre gostei disso.. sim, pode me chamar de maluca, mas, eu gostava da parte do sofrer também, porque na verdade eu não sofria, mas a idéia de estar sofrendo por amor é que eu achava legal… influência das novelas mexicanas… não era nada demais…

Era sagrado eu estar “apaixonada” por alguém… eu me lembro que quando começava o ano eu olhava a turma (os garotos, é claro!) e escolhia a dedo: “vou me apaixonar por aquele dalí!”… Sempre foi uma coisa meio platônica, sabe? Eu não tinha a intenção de namorar com qualquer um daqueles meninos… eu nem pensava nessa possibilidade.. o que gostava mesmo era de estar apaixonada por eles, idealizar que ele era o menino mais perfeito do mundo… e quando descobria que não era bem assim passava pro próximo….

Mas aí agente cresce e de repente aparece um menino e estranhamente agente passa a não se satisfazer mais com o platônico, aquela coisa distante… agente quer estar perto, o fato dele não gostar de nós passar a doer bem mais do que antes, agente começa a imaginar como seria ser alguém que tivesse importância na vida dele… uma namorada talvez… de repente agente não só imagina, mas deseja… cada vez mais forte… com cada fibra do nosso corpo.. e quando agente vê outra garota por perto bate aquele ciúme e agente chora… de repente, não mais que de repente agente percebe que aquilo tudo não é mais paixonite e sim amor… Eu já senti isso.. e digo que não era tão gostoso quanto a paixonite… é era um saco na verdade.. porque agente não pode desistir como na paixonite, pelo simples fato de que agente não escolheu… simplesmente aconteceu… O amor nos deixa cega.. na paixonite agente enxergar os defeitos e parte pra outra… no amor agente acha os defeitos lindos… tá bom agente não acha lindo, mas aquilo não tem tanta importância… O amor nos faz fazer loucuras… eu mesma já fiz… já menti pra escola toda por causa de um menino… O amor nos faz sentir arrepios… O amor nos motiva a ir além… eu me declarei para todos os meninos que gostei… que não foram muitos.. só amei mesmo 2 garotos em toda a minha vida.. e mesmo não tendo dado certo eu não me arrependo de ter expressado meus sentimentos…. eu nunca conseguiria viver com a dúvida… eu passaria o resto da vida me culpando… achando que poderia ter dado certo e que eu não fiz tudo que podia para isso… Declarar-me é uma espécie de alívio, pois sei que não dependia mais de mim… não estava mais nas minhas mãos… Amor nos faz sofrer e chorar feito crianças… amor nos faz ficar com o coração em pedaços, nos faz achar que aquilo nunca vai passar… mas passa, afinal tirando o motorista e o cobrador o resto é tudo passageiro… uma coisa que aprendi é que sofrer é conseqüência de muita coisa na vida… mas vale a pena, pois depois da tempestade vem sempre o sol e ele é gostoso pra car**…. a dor quando passa nos faz sentir renovadas e mais fortes…

Depois de me declarar pela última vez não sei o que aconteceu… não consegui olhar para mais ninguém… tentei ficar apaixonada mas estranhamente não consegui.. eu não conseguia ter de volta o poder de me apaixonar platonicamente.. tentei de tudo, mas nada tinha graça, não conseguia sentir a mesma coisa de quando eu era adolescente… decidi ficar sozinha e não pensar no sexo oposto… eu queria um tempo só meu.. eu comigo mesma, sabe?…. só que esse tempo já dura tanto tempo… tentei sair do casulo mas percebi que não sinto nada… acho que perdi meu coração… não sinto amor e também não sinto dor… se já superei meu último amor?… sem dúvidas!… mas, será que ele levou meu coração?…. será que mesmo não o amando mais não vou conseguir amar mais ninguém?… eu bem que poderia ficar com raiva e dar uma queixa de roubo… mas eu não sinto nada… absolutamente nada… será que devo repensar a minha idéia adolescente de ser freira?… acho melhor não, quando agente é adolescente agente não tem muitas idéias boas… então só me resta agora esperar… esperar que alguém encontre o meu coração perdido por aí e devolva-o pra mim!

Samy

Anúncios

Acções

Information

3 responses

9 05 2008
manu

Porque as vezes a apatia também me pega…..
E eu tento fugir dela como o diab* foge da cruz… pois a pior coisa é nao sentir nada…

Socorro (Arnaldo Antunes)

Socorro, não estou sentindo
Nada
Nem medo, nem calor, nem fogo,
Nao vai dar mais pra chorar
Nem pra rir
Socorro, alguma alma, mesmo
Que penada,
Me empreste suas penas
Ja não sinto amor nem dor,
Ja não sinto nada
Socorro, alguem me dê um
Coração,
Que esse ja nao bate nem apanha
Por favor, uma emoção pequena,
Qualquer coisa
Qualquer coisa que se sinta,
Tem tantos sentimentos, deve ter
Algum que sirva
Socorro, alguma rua que me
De sentido,
Em qualquer cruzamento,
Acostamento,
Encruzilhada,
Socorro, eu já não sinto nada
Socorro, não estou sentindo
Nada
Nem medo, nem calor, nem fogo,
Nem vontade de chorar
Nem de rir
Socorro, alguma alma, mesmo
Que penada,
Me empreste suas penas
Ja nao sinto amor nem dor,
Ja nao sinto nada
Socorro, alguém me dê um
Coração,
Que esse já não bate nem apanha,
Por favor, uma emoção pequena,
Qualquer coisa
Qualquer coisa que se sinta,
Tem tantos sentimentos , deve ter
Algum que sirva
Qualquer coisa que se sinta,
Tem tantos sentimentos, deve ter
Algum que sirva

15 05 2008
Letícia

Esse foi o melhor texto seu q li hoje…
É o que me dá mais animo pra comentar…
o problema é que estou a uma hora no seu blog, cheguei tarde do estagio e ainda nem jantei… resultado, estou indo nessa! A fome tah gritando! hehee!
Acho q esse assunto romantico pode ser incluido na pauta dos assuntos que serão discutidos na nossa reunião amanha!
Aposto que esse debate e desabafo com molho mexicano, pimenta e nachos vai ficar mto mais gostoso! hehehe!
pouxa… já estou com fome e ainda penso nos nachos!
Espero q a gente consiga unir as meninas furonas da faculdade amanha! hehe
beijoooss

9 12 2008
Anónimo

sinto exatamente a mesma coisa desde a escola. e agora que já sai dela, sei que o meu coração foi roubado por um moço.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: