MF > Estilize o visual…

27 06 2008

Assisti o filme sex and the city e uma coisa (e a principal) que gosto nesse seriado e que tenha gostado no filme é o figurino.. tem coisas muito loucas que elas vestem, mas tem outras divinas… e foi isso que me inspirou a colocar uma coisa não muito utilizada por aqui, mas que se souber ser combinada fica lindo, para ir assisti ao filme.

Bem… além disso o fato de eu estar me sentindo horrosa também foi fator crucial para querer inovar um pouco, mas abafa o caso….

Como está começando a esfriar na cidade, e eu odeio frio, pensei: por que botar? por que não botar? Botei!!

Ma acabando logo com esse suspense besta todo, o que eu botei foi uma meia-calça. E você deve ter dito: ah, então esra isso! (¬¬). Mas não foi uma meia calça fina cor da pele do tipo que a nossa mãe faz agente usar nas festas quando agente é pequena ( e que odiava, diga-se de passagem), foi uma meia-calça fio 40 ou mais espessa, não lembro bem, mas o que me empolgou a dividir esse fato com vocês é pra dizer que esse é um detalhe que muda e – se usado corretamente – levanta o visual. Quem fala – muito bem, por sinal – do assunto é o pessoal da oficina do estilo. Confira um trechinho:

E aí se a meia-calça for lisa e em cor neutra, o sapato pode ter formato bacana, pode ter aberturas, aplicações, pode ser colorido ou ter texturas diferentes. Se a meia é colorida ou tem texturas, então é bom que o sapato seja liso, não é minha gente? E na coordenação roupa + sapato + meia, sempre um elemento tem que ser dominante, chamar mais atenção. Tipo: se a meia é colorida/tem textura, roupa e sapato podem ser mais neutros. Se o sapato é bem colorido, meia e roupa podem ser neutros. E se a roupa é que é super colorida, então a meia e o sapato podem ser neutros. Meias coloridas, em cores que contrastam com o look, são mais criativas e mais informais. E ainda rendem efeito de perna alongada se contrastam só com a roupa e não com os sapatos!

Confira agora o meu look:

Detalhe básico: negocinho que fica a etiqueta tá aparecendo (só mais uma das minhas manias, odeio tirar a etiqueta das coisas que compro)

Anúncios




ER > Desodorante….

27 06 2008

Sempre gostei mais de suar do que de tremer de frio, entretando o suor é um péssimo aliado pois:

a) deixa agente peguenta;

b) destroi a maquiagem;

c) nos deixar desconfortáveis;

Sempre acreditei que o suor fosse o causado do cecê, mas descobri que não é, pois é insípido. Pra mim essa questão de fedor “proveniente do suor” era uma questão hormônio, pois já vi pessoas que mesmo suando não fedem. Têm um cheiro característico de quando estão suadas mas não chega a ser um fedor. Mas pelo visto a coisa é bem mais microscópica….

O verdadeiro culpado pelo cheiro ruim nas axilas não é o suor! Eliminado pelas glândulas sudoríparas, responsáveis por equilibrar a temperatura do corpo e expulsar substâncias tóxicas por meio de secreções, ele não tem odor algum. As grandes vilãs são as bactérias alojadas em áreas quentes, úmidas e vulneráveis a atritos. Mas você pode evitar o constrangimento de não conseguir levantar os braços sem emanar o popular cê-cê. Além de lavar o local com bastante água e sabão, vale passar um bom desodorante ou antitranspirante – há várias alternativas à sua disposição. Antes de fazer sua escolha, no entanto, descubra qual a melhor para você e o formato ideal para regular sua transpiração.

ANTITRANSPIRANTE: Também conhecido como antiperspirante, minimiza a quantidade de suor eliminado. Essa redução na umidade da área diminui a chance de proliferação das bactérias. Existe, porém, o risco de obstrução dos poros e inflamação da glândula. Algumas pessoas podem apresentar, ainda, irritação a componentes derivados do alumínio, como hidróxido e cloridróxido de alumínio.

DESODORANTE: Não regula a transpiração, no entanto, conta com ingredientes anti-sépticos, que inibem o crescimento de bactérias na região. A princípio, isso elimina o mau cheiro causado pelos microorganismos. Há versões sem perfume e com aromas variados – basta escolher a que mais lhe agrada. Se apresentar algum tipo de alergia ou qualquer outra reação, substitua por outra disponível no mercado.

Leia a matéria inteira aqui!

P.s.: Dica do eucapricho.com





MF > Terninho branco…

5 06 2008

Numa epopéia fashion surgiu o seguinte rtema, numa conversando com minha amigas: terninho branco….

Pra falar a verdade estavamos num juri simulado quando uma moçoila passou de terno branco em nossa

frente… Nós que estávamos prestando total atenção no júri, definitivamente não pudemos deixar de comentar… não da moça, mas do terno… e a culpa não foi nossa e sim do terno branco, pois querendo ou não terno branco chama atenção…

Ao ver a cena tiramos uma raio – x do look, o terno: ok!… vai descendo… a calça: haja comentário!…

Eu realmente acho complicado comprar calça branca pois pra ela ficar boa vai depender do material da calça… ela pode ficar transparente, ela não pode ser usada com qualquer tom de calcinha e quando colada ela simplesmente mostra todas as celulites… e como pra ter celulite basta ser mulher, deve se ter muito cuidado… eu sigo a seguinte teoria: se não ter certeza que ficou bom, evito!





MF > Bolso traseiro do jeans…

5 06 2008

Uma vez vi na TV e acredite se quiser, no programa do GUGU, uma matéria sobre os bolsos traseiros das calças jeans… na matéria dizia a diferença que eles podem causar na percepção do bumbum (bumbum caído, firme, largo, etc.) Eu achei interessante e passei a reparar nisso… cheguei conclusão que a disposição do bolso traseiro numa calça jeans realmente modifica a percepção corpórea da nossa parte traseira… o único problema que percebi é que eu raramente analiso o fundo da calça… quando compro jeans só dou aquela olhadinha rápido no fundo, mesmo por que dá trabalho olhar a bunda no espelho… enfim, creio que muita gente nem repare nesse detalhe e mesmo que como eu conheça essa dica raramente repare…

Encontrei um texto no Oficina de Estilo que explica direitinho o que quero dizer:

“Modelos sem bolsos na parte de trás criam ilusão de bumbum maior – e isso é um ateoria nossa, que a gente observa na prática com as clientas. Bolsos muito juntos atrás dão impressão de bumbum menor, bolsos muito separados (atrás) dão impressão de bumbum mais largo e bolsos caídos, adivinha? Fazem o bumbum parecer que tá lá embaixo.”

O texto original na sua totalidade fala sobre vários aspectos do jeans e é bem interessante… quem quiser é conferir é só clicar aqui, vale a pena!





MF > Camisas…

29 05 2008

Lendo um artigo sobre camisetas que a Renata Ruiz do Moda para Usar escreveu no Nossa Via acabei me animando para escrever minhas considerações a respeito de camisetas masculinas. Comparando o homem com a mulher em relção ao look, vê-se que eles não têm muita opção de acessório para compor o visual, como nós. Restritos a camisa e calça (e bermudas), os marmanjos precisam saber escolher muito bem o conjunto se quiserem ficar com um bom visual. Acho que fica muito legal homens com aquelas camisas de botão na frente (não sei o nome), principalmente quando são de manga longa e estas são dobradas até a altura do cotovelo. Quando esse estilo de camisa possui mangas curtas deve-se prestar atenção ao corte e caimento. Entretanto essas camisas são mais sociais. Sei que os garotos gostam de roupas mais esporte para o dia-a-dia então a minha dica é camisetas que ficam mais justas no final da manga. Elas dão um forma hamônica aos braços e de quebra ainda deixam um ar de braços mais forte e malhados.

E em relação a qualquer tipo de camisa, por favor rapazes comprem o n° de vocês. Vocês não ficam nada gatinhos com aquelas camisas enormes, mesmo que sejam mais confortáveis.

Reparem na diferença:

Samy





ER > Fardas…

15 05 2008

Já falei que tenho horror a fardas? Pois é, eu tenho. Primeiramente por que são, na sua grande maioria, feias e/ou sem graça, e principalmente por que retiram completamente a individualidade da pessoa. A maneira de se vestir demonstra muito da personalidade de alguém, obrigar o uso da farda é uma maneira de massificar as pessoas. Como já dizem alguns doutrinadores do direito, as pessoas devem ser tratadas como desiguais, na medida da sua desigualdade, e isso deveria se aplicar a roupa também. Quem nunca se sentiu desconfortável por estar vestindo determinado tipo de roupa? A nossa roupa é parte da nossa imagem perante o mundo . O nosso look é manifestação de singular de nós mesmo e quiçá de arte.

Samy





ER > Tênis…

8 05 2008

Você raramente irá me encontrar usando tênis. Não por que não goste, mas por que a minha vida inteira fui obrigada a usá-lo. Na minha escola o tênis era parte obrigatória da farda (acho que é em quase todas as escolas) e, além disso, no início, era compulsório que ele fosse preto. Não sei se já falei do meu horror a fardas, mas isso é tema para outro post. O tênis, na minha singela opinião, não é um calçado que se possa usar com qualquer roupa (principalmente no caso feminino), pois pode dar um ar de desleixo. Entretanto se você souber combiná-lo de maneira correta ele pode criar visual despojado e descontraído.

Eu não gosto muito de USAR tênis, apesar de achar bonito quando os outros usam, então eu praticamente só uso quando vou praticar alguma atividade física ou quando está chovendo. Hoje por sinal está chovendo canivetes – nem fui pra faculdade por causa da chuva – e eu estou usando tênis, talvez por isso eu lembrei de falar desse tema hoje. O tênis além de proteger seus pés da água ainda os aquece, e esse foi um dos pontos do meu trauma com eles. Aqui na cidade faz muito calor e meus pés assavam dentro do tênis, fora que ele tinha que ficar todo contido e abafado dentro do sapato (e fora também o chulé que o tênis proporciona), por isso, sempre fui a favor dos pés livres.

Para obter o visual perfeito deve-se também analisar o tipo de tênis que você irá usar. O Portal das lojas trás uma divisão bacana:

Modelos mais bacanas:

– Tênis com molas de absorção de impacto: feitos para caminhar e correr, eles são tão legais que muita gente usa porque acha bonito mesmo e ponto.

– Tênis estilo vintage: os modelos Adidas e All Star são estilos antigos que não saem de cena nunca. Ficam bárbaros com calça jeans seca e camiseta básica

– Tênis/Sapato, o “sapatênis”: modelos mais delicados podem até encarar uma produção um pouquinho mais forma.”

Já para homens um tênis quase sempre cai bem. Quase, por que vai depender muito do tênis em questão. Mas em geral ele fica bom com quase todas as roupas, já vi até tênis com terno e ficou bem legal. O tênis deveria ser o melhor amigo do homem, mas ninguém supera o bom e belo sapato social. O que ninguém merece é um homem sair de casa com chinelo de plástico. E a minha dica pros homens é: cuidado com as benditas papetes, elas não ficam tão bem com qualquer roupa. Enfim, tudo é válido, a questão mesmo é saber combinar.

Samy